PSICÓLOGA CLÍNICA NO OMC

Olá!

O meu nome é Inês Sales e eu, sou o novo membro da OMC. Eis, que passo, então, a aprensentar-me.

Sou psicóloga clínica há cerca de 10 anos e também, sexóloga. Estudei Psicologia Clínica em Lisboa, no ISPA (Instituto Superior de Psicologia Aplicada) e fiz ainda, a minha formação em sexologia clínica, na Bélgica (Université Catholique de Louvain). No passado, trabalhei em Lisboa e mais recentemente, estive a trabalhar na Bélgica, com a enorme comunidade de expatriados residente em Bruxelas.

Sou fluente em Inglês, Francês (belga) e Português claro, como a minha língua materna. Trabalho principalmente com adultos e como psicoterapeuta, utilizo a terapia eclética que, compreende uma grande diversidade de terapias e de ferramentas terapêuticas diferentes. Acredito, deste modo, na diversidade uma vez que assim o somos como Seres Humanos.

No meu ponto de vista, o que funciona para uns, não funciona necessariamente para outros.

É por isso, que acredito que como profissionais devemos dar especial atenção a esta questão, a fim de tornar o processo terapêutico o mais bem sucedido possível. Do ponto de vista do paciente, gostaria de salientar que a motivação para a mudança, parece-me ser o objectivo principal para sucesso da mesma, se não, essencial. Não se muda sem motivação. Mudar pode ser assustador e, por vezes até doloroso, mas também é isso que nos faz crescer. É assim, que descobrimos algo novo sobre nós mesmos bem como novas formas de lidar com as diferentes situações e, sabe que mais? É tão bom quando atingimos aquele momento em que somos capazes de usar as nossas ferramentas internas para conduzir a própria vida!

Da diversidade que referi  acima, gostaria de salientar as terapias que aplico como, a Terapia cognitivo-comportamental (TCC), a Dialectical Behavior therapy (DBT), o Mindfulness, a Psicanálise, a “Walk and talk therapy” e o EMDR. Este último, é uma ferramenta terapêutica que tem resultados surpreendentes com ansiedade, fobias, questões relacionadas com auto-estima, problemas de vinculação e, muitos mais. Por exemplo, a vinculação é a nossa capacidade de nos relacionarmos e de confiar nos relacionamentos. Na maioria das vezes, pode ser comprometida por uma relação parental difícil no passado e é trazida para os nossos relacionamentos presentes. Este assunto não é muito falado na comunicação social como se desejaria que fosse, mas partindo da minha experiência profissional, há muitos de nós, a lutar com este problema. Não importa se temos 15, 30 ou 60 anos de idade. Quem é que gosta de permanecer ancorado ao passado com raiva, com ressentimento, com culpa e medo, por que a um dado momento, não se sentiu amado, por exemplo? De facto, esta questão pode ser abordada para que se possa começar a viver no presente e a construir relações de confiança.

Em sexologia, abordamos também as questões supra mencionadas. No entanto, o objectivo principal é ajudar o paciente a redescobrir a sua sexualidade de forma saudável, sendo capaz de combiná-la com os afectos, dentro do ambiente onde se insere e, aprendendo a adaptá-la à sua vida e às suas necessidades diárias. E por falar em necessidades, este é um campo que considero bastante pertinente a abordar em cada processo terapêutico. Como vivemos as nossas necessidades? Como é que nos vamos ouvindo a nós mesmos? Quando estamos a negligenciá-las?  Saberei quais são as minhas necessidades?

Deixo-o, por agora, com estas simples questões, mas que são ao mesmo tempo tão importantes como reflexões internas. Tenho certamente, muito mais a partilhar consigo, porém, irei reservá-lo para os próximas edições desta newsletter. Se desejar saber mais, convido-o a consultar o meu site, onde encontrará mais informações sobre o meu trabalho e ainda, alguns textos com reflexões minhas, aqui: www.psychologyalacarte.com.

Espero vê-lo em breve e que torne a sua vida uma grande viagem!

Inês Sales

00351 96 93 88 434

E-mail: ines.sales@psychologyalacarte.com